sábado, 31 de dezembro de 2011

A MIMI AO FIM DE 3 MESES AO CUIDADO D'CASOTA - ADOPTADA!!!

APÓS RETIRADA DO CANIL MUNICIPAL











APÓS 3 MESES AO CUIDADO D' CASOTA






A Mimi ao fim de 3 meses ao nosso cuidado já tem o pelo a crescer, recuperou peso e continua a mesma cadelinha dócil e doce. Pretendemos para ela o aconchego de um lar e uma família que a acarinhe. Ideal para companhía.
Contacto: Tm(moche) 967243606

sábado, 24 de dezembro de 2011


Antes de tudo, comprar ou adoptar um animal deve ser uma decisão de toda a família, e os pais devem saber que por mais que as crianças se comprometam em cuidar, ao final das contas quem irá cuidar do bichinho é o pai ou a mãe, por isso fiquem atentos.

Muitas pessoas compram cachorrinhos quando são ainda bebes e quando estes crescem, são abandonados pelas ruas da cidade. O mesmo acontece com os gatos, as pessoas compram um e de repente deparam-se com uma situação com a qual não previam e logo arranjam maneira de se livrar do bichano.

E aproveitando: cão e gato também não são bibelôs para serem dados de presente. E muito menos como presentes surpresa. Animal é responsabilidade por 15, 20 anos seguidos e é preciso ter certeza de que o presenteado está, no mínimo, preparado para ser responsável pela vida que estará em suas mãos.

Lembre-se: respeitar um animal é dever de todos, amá-los é privilégio de poucos.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

BOAS FESTAS

A DIRECÇÃO DA ASSOCIAÇÃO "A CASOTA" DESEJA A TODOS OS ASSOCIADOS, COLABORADORES, AMIGOS
A TODOS OS QUE LUTAM DIARIAMENTE PELA
 DEFESA E PROTECÇÃO DOS ANIMAIS DESFAVORECIDOS, ABANDONADOS E MALTRATADOS
UM SANTO NATAL E UM PRÓSPERO ANO DE 2012


Chiquinha e Natasha esterilizadas

Chiqinha adoptada em Agosto tem agora 7 meses e foi ontem esterilizada. Brevemente voltará a animar toda a familia que a adora.

Chiquinha ao cuidado d'Casota

Chiquinha adoptada

Chiquinha esterilizada




A Natasha, vítima de atropelamento na Covilhã, está a recuperar muito bem da fractura na tibia. Também já foi esterilizada.

Última radiografia da Natasha

Natasha em recuperação

Natasha esterilizada


Agradecimentos:
Às madrinhas, Drª Mónica Andrade e Drª Ana Lagares da Clínica Medicalvet da Covilhã

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Gold à procura de um lar - PARA ADOPTAR - PARA ADOPTAR!!!

A recuperação do Gold depois do atropelamento foi espectacular. È um cão grato por ter sido salvo de uma morte certa. È muito dócil, de porte pequeno e tem assumidas as regras de higiene. Tem 2/3 anos e será entregue desparasitado, vacinado e chipado.
Deixe-se conquistar... ele é mesmo muito querido!




video


Contacto: Tm(moche) 967243606

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Chica e Mimi para adoptar - ADOPTADAS!!!

Olá!
Ontem demos um belo passeio e até nos fomos sujar na lama. Depois fizemos pose para um filmezinho. Nem sempre estamos belas!
Mas... estamos felizes!!!


Chica e Mimi
video

domingo, 11 de dezembro de 2011

PARA ADOPÇÃO

TODOS OS ANIMAIS SÃO ENTREGUES DESPARASITADOS, VACINADOS, CHIPADOS E ESTERILIZADOS

sábado, 10 de dezembro de 2011

A ADOPÇÃO DA BETA

Depois de 15 dias de adaptação à sua nova casa, a Beta ficou oficialmente adoptada hoje.
Depois de quase 1 ano de clausura no Canil Municipal da Guarda e de 4 meses ao nosso cuidado, a Beta tem uma família, o aconchego de um lar e muito espaço para "esticar" as patinhas.
Deixa muitas saudades... mas ficou prometida uma nova visita.
Foi entregue desparasitada, vacinada e chipada. Como esteve a recuperar do parto será esterilizada em breve.
Felicidades!


BETA AO NOSSO CUIDADO

BETA NA SUA NOVA CASA

Machos para adopção

Machos de porte médio com 1,5 anos de idade. Serão entregues desparasitados, vacinados, chipados e esterilizados.
Ideais para exterior e guarda.

Contacto: Tm(moche) 967243606



sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Não há regra sem excepção...



Todos sabemos que os cães adoram perseguir gatos, mas, como acontece em todas as regras, também nesta há excepções. E neste caso, a excepção chama-se Bentley. Este border collie de seis anos, que vive em Warwicks, Inglaterra, tem um autêntico pavor de gatos, ao ponto de desatar a roer as próprias unhas!!!!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ovariohisterectomia de gatinhas



O passado da Rebeca

Rebeca na actualidade. Pós-operatório

video
A Casota esterilizou a Rebeca, uma das gatinhas persas, que tinha sido retirada aos seus proprietários no passado mês de Abril. A Rebeca teve alguns problemas de saúde, hoje faz parte de uma família que a mima muito e lhe dá o conforto e alimentação adequada.

Estas 3 gatinhas fazem parte de uma colónia de gatos num bairro da Guarda, já tiveram várias ninhadas. Foram esterilizadas e devolvidas ao local, onde são alimentadas e cuidadas


sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

VOLUNTARIADO COM ANIMAIS

Há quem considere o voluntariado com animais abandonados, menos nobre que qualquer outro voluntariado. A eterna questão suscitada “porque não ajudas crianças?” surge sempre que me refiro ao voluntariado com animais.
O tempo e as várias reflexões que tenho feito sobre a temática e sobre essa tão badalada pergunta, permitem-me chegar a várias conclusões.
Primeiro que tudo, não há voluntariado nem mais nem menos nobre, todas as formas de dádiva e de contribuição acarretam em si uma grande nobreza porque permitem fazer o bem, sem olhar a quem. Sem olhar se esse bem, que estou a dar de forma livre e espontânea, é para um humano ou para um animal.
Se todos fizessem voluntariado com crianças, quem ajudaria os idosos? Se todos ajudassem os idosos, quem faria voluntariado com as crianças? E se todos apenas fizessem voluntariado com crianças e idosos, quem olharia pelos milhares de animais abandonados todos os anos?
Somos nós que tornamos nobres as causas onde nos envolvemos pela forma como lutamos por elas. Se trabalharmos com respeito, honestidade, vontade e muito amor não há causas no voluntariado menos dignas!

Dizer que um animal é menos digno que uma pessoa para merecer que alguém gaste o seu tempo com ele prova que nós, humanos, andamos muito enganados em relação à natureza. A convivência com animais tem-me ensinado que são seres maravilhosos.
De forma errónea o ser humano assumiu a supremacia de todas as espécies, colocando-se numa espécie de pódio que não lhe pertence, julgando que por ser dotado de racionalidade, se poderia superiorizar à natureza, tornando-se um semi-deus sobre todas as espécies e sobre toda a natureza.
Por vezes basta um evento natural (um tornado, um terramoto, etc.) para recordar e reduzir o ser-humano à sua posição na cadeia natural.
Por isso, julgar que o voluntariado com animais é menos digno que com humanos, é continuarmos a considerar que estamos acima das outras espécies e da própria natureza.
Se somos nós os seres racionais, porque fazemos e temos atitudes que me parecem desprovidas de qualquer racionalidade para com os animais e com a natureza? Não somos nós seres-humanos que abandonamos, maltratamos, ferimos, magoamos, deixamos morrer à fome tantos milhares de animais por ano?
O animal tem-nos provado a sua incrível capacidade de resistência, de tolerar a dor, as feridas, a fome e até mesmo as mudanças climáticas e naturais. Os animais são uns resistentes, por isso não me podem dizer que merecem menos ou não merecem de todo que alguém se dedique a ajudar de forma voluntária aqueles que o próprio ser-humano mal tratou ou abandonou.
Afinal, o que é ser voluntário? Acredito que quanto mais damos, mais temos para dar. Este é o verdadeiro lema de um voluntário. É a capacidade de nos despojarmos do nosso próprio eu em prol dos seres que amamos. É dar e nunca ficar mais pobre, antes pelo contrário, é enriquecer em sorrisos, em felicidade, em bem-estar e dignidade no outro.
Ser voluntário é dar sem esperar nada em troca, esse nada que é tudo, porque a recompensa é tão grande quando vemos que conseguimos dar a outro ser a felicidade, uma vida melhor, um sorriso, um olhar de gratidão eterna e de comunhão, de paz, de amizade sincera sem esperar retorno.
Por isso, o que importa é servir uma causa nobre, seja ela qual for, onde quer que haja alguém a precisar!
Artigo de opinião de Vânia Jesus

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A recuperação da Natasha - para adopção

Dez dias após a cirurgia à fractura da tíbia, a Natasha está recuperar favoravelmente. È uma cadela jovem com cerca de 1 ano de idade, de porte pequeno e é muito meiga.
Será entregue vacinada, desparasitada, chipada e esterilizada.
Contacto: Tm(moche) 967243606
Agradecimento: Clínica Veterinária Medicalvet e a toda a sua equipa.





Gatinha Chiara para adopção - ADOPTADA!!!

Chiara tem uns 2 meses e foi encontrada no Jardim José de Lemos. Tinha as 2 patinhas posteriores paralisadas e uma forte diarreia.
A recuperação está a correr bem e a Chiara já recuperou practicamente toda a mobilidade das patinhas. È muito meiga e está sempre a pedir festas.
Será entregue vacinada, desparasitada e será esterilizada quando tiver idade.
Contacto: Tm(moche) 967243606
Agradecimento: Clínica Veterinária Vetcoa - Drª Ana Lúcia